quarta-feira, 28 de junho de 2017

#acidohialuronico #escovaprogressiva #selagem #hidratação #cabelo #falandodecabelo #paolocabeleireiro

Ácido hialurônico
Um excelente “reconstrutor” do cabelo


Olá pessoal!

Como postei aqui em 27 de novembro de 2015, falando sobre os benefícios do ACIDO HIALURÔNICO, hoje volto a escrever sobre este ingrediente que virou “onda” como se ele fosse o ativo de escova progressiva. Pessoal, ele é um excelente “reconstrutor” para o cabelo, mas não alisa isto é a maior mentira que vocês podem aplicar para uma cliente.

Nos últimos tempos uma nova “onda” de substâncias e ingredientes cosméticos monopolizam o protagonismo da cosmética capilar e de muitos dos tratamentos destinados a manter um cabelo bonito e saudável. O aparecimento da queratina representou um autêntico boom, e agora é um dos componentes que triunfou no campo dos produtos de beleza facial (especialmente nos de antienvelhecimento) é que se está a revelar como uma autêntica cura de reparação para os cabelos mais castigados: o ácido hialurônico para o cabelo.

Esta substância é um componente básico do corpo humano. De facto, trata-se de uma proteína presente, sobretudo na pele, nas cartilagens, nos ossos, nos vasos sanguíneos, no cordão umbilical, etc. e da qual se pode dizer que atua como um autêntico guardião da hidratação do organismo.


O grande poder do ácido hialurônico é a sua impressionante capacidade de absorver grandes quantidades de água, armazenando a umidade (estima-se que um grama de ácido hialurônico pode absorver até três litros de água). Esta função de esponja funciona na perfeição aproximadamente até aos 40 anos, altura a partir da qual a produção desta proteína começa a ser menor, o que leva a uma perda da hidratação da pele, causa direta dos três inimigos principais da “firmeza facial”: a secura, a flacidez e, finalmente, as rugas. As zonas do corpo nas quais este abrandamento da produção do ácido hialurônico se torna mais evidente são as mãos, o pescoço, o rosto e o decote.



O ácido hialurônico incorporado nas fórmulas cosméticas tem por objetivo combater a flacidez cutânea, devolver a hidratação e a firmeza perdidas às peles mais flácidas e prevenir o envelhecimento, com resultados visíveis em curto prazo. Quanto à utilização do ácido hialurônico no cabelo, a sua principal vantagem é o elevado nível de hidratação que proporciona à estrutura capilar, compensando os efeitos negativos produzidos pelo sol, os fatores ambientais, os tratamentos agressivos e outras circunstâncias que produzem a perda de água no cabelo e que, por sua vez, dão lugar à rotura, secura, perda de brilho, de cor, etc.

Portanto, para manter um cabelo bonito, é muito interessante conhecer as propriedades e as vantagens dos novos ingredientes que fazem parte da composição dos produtos capilares, algo tão importante como saber escolher um shampoo de forma adequada ou saber como lavar o cabelo corretamente.

Acido hialurônico alisa cabelo?

Mentiraaaaaaaaaaa, ele não tem capacidade de alisar cabelo e nem de esticar o cabelo, portanto, nas progressivas ele esta associado a um principio ativo não liberado pelo órgão regulador, a ANVISA, que fara esta parte de esticar o fio.
A função dele no cabelo, e isto sim ele faz, é preencher as fissuras provocadas por danos causados, e devolvendo muita maciez aos fios.
O ácido hialurônico é um bi polímero, ele é meio viscoso, possui uma versão sintética vegetal.
É possível produzir ácido hialurônico artificialmente pela fermentação de substratos vegetais realizadas por bactérias do gênero Streptococcus, ou, ainda, pela fermentação do açúcar da beterraba por lactobacilos. O ácido hialurônico sintético é utilizado na produção de uma enorme variedade de cosméticos tais como loções corporais, loções pós-barba, géis, shampoos e condicionadores de cabelos, cremes antirrugas e outros.

Vamos conhecer mais do ácido hialurônico
1) O ácido hialurônico é um tipo de açúcar, denominado como polisacárido tipo glicosaminoglicano, que está presente naturalmente no nosso corpo, especialmente em articulações, cartilagens da pele.
2) No entanto, a nossa pele, diariamente, sintetiza e degrada cerca de 1/3 da produção da substância. Os desequilíbrios costumam aparecer a partir dos 40 anos e, com isso, a pele desidrata e perde sua densidade. Com o passar dos anos, a produção desse ácido é interrompida e, por isso, é preciso tratar topicamente com preenchedores para devolver o volume necessário à derme.
3) O principal “superpoder” do ácido hialurônico é a sua alta capacidade de retenção de água que é de até mil vezes o seu peso! E é por esse motivo que o ativo tem um papel tão importante na hidratação da pele e do cabelo, conferindo viço e aquele ar de saúde que toda apaixonada por beleza deseja ter no rosto.
4) Dessa forma, a substância é utilizada em procedimentos clínicos, como preenchimentos de bolsas na região dos olhos ou de sulcos e rugas. Mas não para por aí: ele está incluído em dermocosméticos, principalmente na formulação de produtos antirrugas, como séruns e cremes.
5) Como é naturalmente presente no corpo, a tolerância ao ácido hialurônico tópico é excelente. No entanto, isso não quer dizer que dispensa a consulta com o dermatologista, quando for utilizar em cremes para o corpo e rosto. Procure um especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologista para avaliar seu tipo de pele e escolher os dermocosméticos e procedimentos ideais!

Imagens; Internet




3 comentários:

  1. Parabéns pela sinceridade!!! Sou escrava das ditas progressivas sem formol..rs,mas o fato é que minhas pontas estão espigadas e a raiz cacheando, como posso fazer para mudar de química, ir para o ácido hialuronico sem cortar o cabelo?

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela sinceridade! Sou escrava das ditas progressivas sem formol, que descobri aqui no Blog que não existe. O fato é que minhas pontas estão espigadas e sem movimento e minha raiz cacheada.Nesse ponto eu faria a progressiva somente na raiz sem deixar encostar nas pontas, mas sei que um dia essa raiz se tornará ponta e assim um ciclo.Como eu poderia fazer para tratar as pontas e controlar a raiz de forma que não tenha um contraste entre ambas sem precisar fazer um corte radical? Grata amor!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adriana!

      Vou responder as tuas duas postagens aqui.
      Bem você diz que é escrava das progressivas, e menciona em ir para escova progressiva que dizem conter ácido hialurônico. Em primeiro lugar ácido hialurônico não alisa cabelo, certo, portanto, é uma progressiva igual a qualquer outra.
      Você também quer saber como pode tratar as pontas e controlar o volume da área de crescimento sem que tenha aquela diferença.
      Só para te lembrar, um cabelo que passou por progressiva, selagem seja lá o nome que dão para esta porcaria, não consegue entrar mais nenhum tipo de tratamento, sem antes passar por uma desintoxicação, pois as cutículas ficam tão pressionadas(fechadas) que nada ali penetra, por isto o aspecto de ressecamento.
      Se você é muito crespa os retoques na área de crescimento serão sempre frequentes, por isto o conselho de assumir os crespos. Caso você seja apenas ondulada, uma boa química é utilizar a cisteamina de sódio. e tratar, depois de desintoxicado o cabelo.
      Espero ter ajudado, e obrigado por ler meu blog e pedir minha opinião.

      Excluir